Seu cão ou seu gato deve comer apenas ração?

Cães e gatos precisam receber diariamente todos os nutrientes essenciais à sua saúde. Esses nutrientes essenciais são aminoácidos, ácidos graxos, vitaminas e minerais, que fazem parte de todo o organismo, e que são encontrados em diferentes tipos de alimentos.

Suplementar a alimentação de cães e gatos com comida pode ser um hábito comum, porém desnecessário. Quando o animal come ração de boa qualidade indicada para a sua faixa etária, raça e tamanho, já consegue ingerir todos os nutrientes e vitaminas necessárias para a sua saúde e bem-estar.

Cães pequenos e fêmeas no final de uma gestação e lactação têm uma necessidade maior de cálcio e de proteínas no organismo. Por isso, as marcas de rações de filhotes tem uma formulação especialmente preparada para isso. É muito importante salientar que se eles receberem uma alimentação extra podem desenvolver problemas de crescimento e de cálcio como a eclampsia.

No caso de pets idosos e com doenças degenerativas, pode haver uma suplementação vitamínica, mas somente com orientação médica. Animais que não se alimentam de ração devem receber quantidades diárias de cálcio e de vitaminas de acordo com o seu peso e idade. Para os gatos, a dieta deve ser bastante controlada, pois há chances de formações e deficiências, ou excesso de nutrientes no corpo. Com relação à dentição, na comida caseira a formação de tártaro se torna maior, o que não acontece com as rações.

Uma boa saída seria misturar ração e comida, certo? Infelizmente, se você oferecer ambas opções para o seu cão, ele irá rejeitar a ração e preferir os alimentos caseiros por serem mais gostosos e apetitosos.  A ração felina também é muito importante. Isso porque se tornou comum a síndrome urológica desenvolvida por inflamações, infecções e cálculos na vesícula urinária do gato macho, obstruindo a uretra. O motivo da doença? Ração de má qualidade.

Donos que têm cães e gatos em casa não devem oferecer a mesma ração para ambos. O principal componente na alimentação do gato é a taurina, cuja deficiência pode causar alterações cardíacas e cegueira.

A adição de vegetais é fonte de fibras, antioxidantes e nutrientes que combatem o câncer e as inflamações. Os gatos, por serem carnívoros, podem consumir uma quantidade ainda menor de legumes, verduras e fibras.

Porém, ela deve ser inserida na dieta para facilitar a eliminação das fezes e das bolas de pêlos. As frutas cítricas também são muito boas, mas procure não exagerar na quantidade servida. Os legumes precisam estar cozidos ou triturados para serem melhor digeridos.

Alimentos que cães e gatos não devem consumir:

Leite de vaca, produtos derivados do leite, bebidas alcoólicas ou que contenham cafeína. Uvas frescas e passas, massa de pão, abacate e tomates são alimentos especialmente venenosos para os gatos. Já a cebola e os alho podem causar anemia aos felinos.  O chocolate pode ser extremamente tóxico, pois estimula em excesso o coração e o sistema nervoso. O xilitol é um adoçante artificial que se consumido aumenta a produção de insulina, baixando os níveis de açúcar no sangue e levando à insuficiência hepática.

Comentários