Quantas vezes passear com o cão e por quanto tempo?

Quantas vezes passear com o cão e por quanto tempo

Você, como passeador profissional, já sabe quantas vezes o cachorro deve passear, ao dia? E, principalmente: a duração de cada um desses passeios?

Isso tudo deve ser detalhadamente planejado, porque influencia diretamente em sua rotina profissional. Um passeador deve também identificar as características de cada cão, respeitando-as para que o exercício seja puramente benéfico aos animais de estimação.

Para que você complemente seus conhecimentos, trouxemos para este post algumas dicas sobre quantas vezes passear com o cão e por quanto tempo. Confira!

O que se atentar antes de passear com o cachorro

A primeira coisa a se atentar, antes de guiar os cachorros pelas coleiras, é o hábito de cada animalzinho. E isso esbarra diretamente na rotina e cuidados dos seus donos.

Por isso, uma conversa franca e objetiva com cada cliente é essencial. Assim, você passa a observar os limites, restrições e o comportamento de cada cãozinho. Principalmente, porque a frequência e o tempo de cada passeio são determinados com essas informações.

A média é de 3 a 4 passeios por dia, com duração entre 20 minutos e 1 hora. Mas é bom perceber que os filhotes necessitam de mais passeios — a cada 3 horas, aproximadamente — caso só façam suas necessidades na rua.

O mesmo vale para cães idosos, já que eles têm menos controle sobre as bexigas nessas etapas da vida. E segurar a vontade excessivamente pode ocasionar em infecção urinária ou complicações posteriores.

Raças de cachorro que exigem mais passeios ao dia

A frequência é planejada de acordo com os hábitos, necessidades e objetivos do passeio. Só que o passeador profissional deve observar outros aspectos também, como a raça do cão.

Raças hiperativas, como o Labrador e o Jack Russel Terrier, podem ter mais passeios ao dia para gastar toda essa energia. Isso ajuda, inclusive, a montar os grupos de cachorros em cada passeio. Uma boa dica é manter os hiperativos juntos, assim, o passeio se torna padronizado.

Além disso, os cães propensos a engordar com facilidade também podem passear mais vezes ao dia. Assim, além de ser uma atividade relaxante, o passeio se torna um exercício físico para a manutenção do peso.

Portanto, acrescente o porte e raça dos cães à lista, ao planejar sua rotina como passeador profissional.

Como exercitá-los mesmo em dias de chuva?

Não ter um escritório pode ser uma delícia, mas um verdadeiro problema para o passeador profissional. Afinal, dias de chuva podem colocar a rotina de passeios a perder.

Nesses casos, é recomendado que os cães sejam disciplinados a usarem o tapete higiênico — ao menos, para que não segurem as necessidades por muito tempo.

No caso dos exercícios físicos, a única coisa que vai mudar é o ambiente. Caso você possa utilizar um espaço fechado, mas amplo, aproveite para colocar os cães em movimento. Além de se divertirem, eles socializam com outros cachorros no mesmo ambiente, o que é bom.

Cuidados ao passear com o cachorro

Agora que já temos uma base estabelecida sobre a frequência e duração dos passeios, que tal dar uma conferida também algumas dicas para aproveitar melhor o passeio? São elas:

  • Atenção à temperatura! Opte por horários em que o sol não está forte — antes das 10h e após as 16h, por exemplo;
  • Para disciplinar melhor os cães, crie horários bem definidos para o passeio, exercícios e a alimentação deles;
  • Carregue sempre com você um pouco de água para mantê-los hidratados;
  • Mantenha-os sempre presos às suas guias. Por mais que eles sejam obedientes, alguns eventos podem despertar ações imprevisíveis — como perseguir um gato pelas ruas;
  •  Sempre recolha as fezes dos animais.

No mais, é só acostumar o cão aos passeios respeitando os seus limites. Ou seja: não comece por passeios longos de uma vez, pois isso pode exaurir o animalzinho.

E aí, o que achou de nossas dicas para você passear com os cachorros e trazer ainda mais qualidade aos seus serviços como passeador profissional? Caso tenha ficado com alguma dúvida, compartilhe-a conosco, no campo de comentários deste post!

Comentários