Gato bebe leite?

Diferentemente do que muita gente pensa, e do que foi imortalizado por gerações pela fantasia dos desenhos animados de animais, os gatos não podem e nem devem beber leite. Essa afirmação pode parecer ainda mais estranha porque, caso você ofereça ao seu gato um pote com leite, ele se deliciará bebendo tudo em um piscar de olhos. Como isso é possível?

Descubra o motivo do leite fazer mal ao seu gato

Como todos os mamíferos, os filhotes de gato precisam do leite da mãe para se nutrirem nas suas primeiras semanas de vida. No entanto, por volta da sexta semana, o organismo do gatinho para de produzir uma enzina chamada lactase, responsável por conseguir quebrar e digerir a lactose presente no leite.

Sem ela, o organismo dos gatos se torna intolerante à lactose, ou seja, incapaz de digeri-la. Como consequência, seu pet pode apresentar sintomas como diarreia e flatulência. E, se for servido leite como a principal refeição por muito tempo, pode desenvolver um quadro de subnutrição.

É regra que todo gato desenvolva uma intolerância à lactose?

Não, não são todos os felinos que acabam ficando intolerantes à lactose. Alguns gatos podem continuar produzindo a lactase pelo seu organismo mesmo depois do desmame. Você consegue perceber se esse é o caso do seu gato se ele não passar mal depois de ser alimentado com leite de vaca. No entanto, mesmo nesses casos, o leite não é uma boa opção nutricional para o seu felino, por isso é importante optar por outros tipos de alimentos mais completos e adequados à sua dieta.

O grande problema do leite de vaca na dieta dos felinos

O leite de vaca em especial, não é adequado para a dieta felina. A explicação? O leite produzido por herbívoros, como as vacas, é muito rico em açúcares de todos os tipos, incluindo a lactose. E, por outro lado, a bebida acaba sendo muito pobre em proteínas e gorduras, dois tipos de nutrientes essenciais para a dieta de carnívoros como o seu gato.

Como alimentar gatos bebês que ainda mamam?

Caso você adote um gato ainda filhote e em época de amamentação, existem alternativas bem mais nutricionais e adequadas ao leite de vaca. Até a oitava semana, você pode alimentar o seu filhote com o sucedâneo do leite, um substituto do leite materno encontrado em lojas de produtos veterinários.

Após a oitava semana, substitua o leite por uma ração especial para filhotes, que vai ajudar que eles ganhem peso e cresçam rápido, e com importantes nutrientes necessários para o seu desenvolvimento. Essa ração deve ser de excelente qualidade e deve ser dada ao seu gatinho até que ele complete um ano de idade.

Após seu aniversário de um ano começa a substituição da ração de filhotes para alimentos sólidos, processo que deve ser feito de forma lenta, misturando as duas rações até que a troca esteja completa.

Mais dicas de como cuidar da saúde do seu gato? Confira aqui a nossa matéria sobe alimentação natural para cães e gatos!

Comentários