Entenda porque nem todo cachorro gosta de passear

Entenda porque alguns cachorros não gostam de passear

A guia de passeio é praticamente um dos primeiros itens que compramos quando decidimos ter um cachorro como companheiro em casa, mas muitas vezes a guia acaba ficando encostada porque o cachorro não gosta de passear. E aí surge a pergunta: por que alguns cães adoram saltitar pelas calçadas do bairro enquanto outros não podem ver a guia que já se escondem?

Existem alguns motivos para essa diferença e uma delas é a forma que essa atividade é inserida na vida de um cachorro quando filhote. Se o seu cachorro está na lista dos que fogem do passeio, vamos nas próximas linhas falar sobre essas diferenças de comportamento e o que pode ser feito para mudar. Vamos lá?

 

PASSEIO NÃO É UMA ATIVIDADE INATA

Importante iniciarmos esclarecendo que o passeio não é uma atividade inata dos cães domésticos. Eles não vieram ao mundo programados para gostar de passeios, embora a grande maioria realmente goste. Um dos pontos de partida para um cachorro gostar ou não do passeio, é a forma que essa atividade é inserida quando filhote. É principalmente nesta fase que o tutor precisa ter todo o cuidado em conduzir seu peludo de forma tranquila e segura para que ele desenvolva gosto pelos passeios. Outra condição que pode levar um cachorro a não gostar de passeios, é forçar ou expor o peludo a um cenário que ele esteja demonstrando medo ou insegurança. Podemos pensar a partir de nós mesmos: queremos repetir aquilo que nos proporcionou prazer e evitamos tudo o que associamos a sensações ruins. Cada cachorro deve ser visto de forma única e não existe um passo a passo que serve para todos.

Mas então o que fazer quando o pet não aceita passear?

 

PROCURE POR AJUDA PROFISSIONAL

Respeite sempre o seu peludo e se não conseguir lidar sozinho com a situação, procure por ajuda profissional. Como dissemos, se o cachorro está resistente a passeios, não adianta forçar. É preciso entender a dinâmica de comportamento do pet e também a do tutor dentro do contexto do passeio, e nessas horas o mais seguro é recorrer aos especialistas em comportamento canino.  Decidido por seguir com ajuda profissional, o próximo desafio é a escolha pelo tipo de metodologia mais adequada, pois você irá se deparar com uma variedade de abordagens para correção do comportamento. Atualmente o Adestramento Positivo é o estilo que mais trabalha dentro do bem estar canino, respeitando e priorizando a saúde emocional e física do animal.

Caso não possa recorrer a ajuda profissional por algum motivo, dedique mais tempo ao seu cachorro com brincadeiras e atividades dentro de casa. O objetivo maior é sempre proporcionar ao seu companheiro, bem estar!

E o seu cachorro, gosta de passeios? Compartilha aqui com a gente como é esse momento!

Comentários