Cuidados com o cachorro ao passear em dias quentes

Cuidados com o cachorro ao passear em dias quentes

Muito tutor de pet ainda se esquece em tomar os devidos cuidados com o cachorro ao passear em dias quentes.

Afinal, por mais que as estações mais refrescantes do ano sejam convidativas aos passeios, elas podem trazer diversos malefícios. O chão quente é um dos principais, trazendo desconfortos para o animal de estimação.

Dessa maneira, um passeador profissional deve saber quais são os principais cuidados com o cachorro nessas situações. Além disso, deve reconhecer o perfil dos seus clientes para orientá-lo. Algo que veremos ao longo deste post. Confira!

Atenção ao passear em dias quentes

O primeiro cuidado a ser tomado é que, em dias quentes, o cachorro deve ser manter sempre hidratado. Para isso, carregue consigo uma garrafa d’água para os passeios.

Assim, mesmo que não haja água potável por perto, você consegue refrescar os animaizinhos. E isso interfere também em outro aspecto fundamental: o horário ideal para passear.

Em geral, é recomendável que seja feito antes das 10h e após as 16h. Muito similar aos horários recomendados para tomarmos banho de sol, pois é quando o calor é menos rigoroso e prejudicial. Ajuda muito escolher itinerários com sombra e áreas frescas para transitar.

Do contrário, os cãezinhos sob a sua responsabilidade podem sofrer machucados nas patinhas. Principalmente, nos coxins — as partes macias sob as patas. Embora sejam resistentes, elas não resistem às temperaturas elevadas e podem gerar queimaduras ou mesmo formar bolhas.

Como testar a temperatura do chão?

Por mais que você organize os passeios nos horários citados acima, é possível que o dia já amanheça muito quente. Aí, é interessante saber como proceder para avaliar se o chão está agradável para os animais passearem.

A técnica é simples: basta pressionar a palma de sua mão contra o chão por cerca de 40 segundos. Caso você consiga mantê-la por esse tempo, é seguro sair com os cachorros. Se você removeu a mão antes, repense o cronograma e espere um momento mais conveniente.

Cuidados com o cachorro em dias quentes

Além das dicas que apresentamos, inicialmente, outras medidas podem fazer parte de sua rotina profissional como passeador. Entre as principais, destacamos as seguintes:

  •         Atente-se à respiração dos cachorros. Caso eles fiquem ofegantes, e constantemente com a boca aberta, vá a um lugar sombreado e hidrate-os;
  •         Se, mesmo assim, eles continuarem ofegantes, interrompa o passeio e leve-os a um lugar refrescante para descansar;
  •         Diminua a temperatura dos animais aos poucos — nunca jogue-os diretamente na água gelada, por exemplo;
  •         Avalie o nível de energia dos cachorros. Aqueles menos acostumados aos exercícios e os idosos podem sofrer mais com as temperaturas elevadas.

Como vimos, são dicas fáceis de cumprir. O único aspecto a se considerar é o reajuste em sua rotina nos dias quentes. Pode ter certeza, no entanto, que essa mudança também será benéfica para você, no fim das contas.

Agora, que tal ajudar seus clientes a terem mais cuidado os seus animais de estimação? Para isso, compartilhe as dicas abaixo para que eles tenham atenção ao cuidar de seus pets em dias quentes!

Cuidados com o cachorro que os donos devem manter

São 5 dicas rápidas que você pode usá-las para orientar com qualidade seus clientes, como:

  1.       Peça que escolham cuidadosamente a focinheira (caso necessária), pois elas podem interferir na respiração do cachorro quando muito apertadas;
  2.       A coleira também interfere na qualidade do passeio. Peitorais atrapalham os cachorros que puxam demais, enquanto as que prendem ao redor do pescoço são prejudiciais aos cães com problemas na coluna. Ofereça uma orientação de qualidade aos clientes nesse sentido;
  3.       Caso o dia esteja muito ensolarado, verifique a possibilidade de recomendar filtros solares indicados para cachorros;
  4.       Atenção redobrada aos cachorros cujas raças são mais adaptadas ao clima frio, como o Husky Siberiano e o Malamute do Alaska, entre outros;
  5.      Indique a tosa mais vezes, durante a primavera e o verão, para aumentar o bem-estar do animal.

E então, o que achou dos cuidados com o cachorro que devem ser tomados ao passear em dias quentes? Caso tenha outras dicas que ajudem os profissionais a tornarem seus serviços mais seguros e cômodos para os animais, compartilhe conosco no campo de comentários do post!

Comentários