[Filhotes de gatos] Guia prático como cuidar

É mãe ou pai de primeira viagem de um gatinho? Calma que vai dar tudo certo! Depois de ler este guia, prepara-se para ter um companheiro que vai te dar amor e alegria por mais de 15 anos. Ser dono de primeira viagem de um gato envolve bastante responsabilidade e aprendizado. Lembre-se que esse animal vai depender de você por toda a vida. Por isso, valorize seu bichano e dê a atenção que ele merece.

A chegada do gato filhote

A chegada do gato filhote

Antes de adotar ou comprar um gatinho, você precisa entender melhor sobre os hábitos, comportamento e necessidades dele. Saber os princípios básicos é essencial para estabelecer uma relação saudável e um ambiente adequado. Não importa se você adotou um filhote ou um animal adulto, o gato precisa de alguns dias para se acostumar com o novo ambiente. Dê tempo para que ele descubra todos os cantos da sua casa, sem forçá-lo a estar perto de você caso ele ainda não queira. A vontade de esmagá-lo pode ser grande, mas respeite a vontade e o tempo de adaptação do gato. Pode ter certeza que ele vai procurar seu colo assim que sentir confiança em você.

Quer saber como adotar um gatinho? Clique aqui e adote já!

O que comprar para meu gato

O que comprar para meu gato

Assim como bebês, gatos também precisam de um enxoval completo. Isso inclui comida adequada, proteção, brinquedos, vacinas, caminha, banheiro e por aí vai. Abaixo, listamos os itens que você precisa ter antes de trazer um felino para o seu lar. Alguns itens são essenciais e outros contribuem para que o gato sinta-se à vontade e confortável em seu novo lar.

  • Ração para gato filhote

Nada de economizar nesse item. É muito importante que a ração do gato seja de qualidade. Aquelas de supermercado geralmente tem corantes e alto teor de sódio e gordura, por isso recomendamos que visite uma agropecuária ou petshop. Apesar de caras, as rações Super Premium valem o investimento, já que deixarão o gato bem nutrido e saudável. Lembre-se que rações de má qualidade podem afetar a saúde do seu gato, o que além de provocar sofrimento desnecessário para ele, vai onerar despesas com veterinário no futuro.

  • Potinhos de água e comida para gatos

Dê preferência por potes de porcelana, vidro ou aço inoxidável, já que esses não acumulam bactérias (o que acontece com os recipientes de plástico). Não coloque o potinho de ração muito próximo ao de água, já que gatos gostam de água limpa e fresca e podem derrubar alguns grãos nela ao se alimentarem.

  • Caixinha de areia para gatos

Gatos detestam ir ao banheiro sujo e amam privacidade. Por isso, procure modelos maiores que evitem a espalhação de areia no chão ao redor. Você também vai ter que comprar areia para preencher a caixinha. Escolha um granulado que controle bem o odor de urina que o gato deixa. A dica é evitar areia perfumada, já que o cheiro pode tornar a visita ao banheiro ruim para o olfato do gato. Se estiver adotando um gato já crescido, tente ver com o responsável anterior qual marca de areia era utilizada. Alguns animais evitam a caixinha após essa troca e podem fazer sujeira na casa. Não esqueça da pazinha para recolher os dejetos. Abordaremos os cuidados com a caixinha em outro tópico.

  • Caixinha de transporte para gatos

Nas primeiras semanas do filhote você terá que levá-lo ao veterinário e uma caixa de transporte é essencial para isso. Escolha a caixa com espaço suficiente para seu gato poder se movimentar confortavelmente.

  • Escovinha para gato

Gatinhos gostam de ser escovados! Isso ajuda a diminuir a eliminação de bolas de pelo, já que quando o gato toma banho (lambendo o pelo), a quantidade de fios que engole é muito menor. Gatos com pelagem mais longa precisam ser escovados com maior frequência. Esse cuidado também evita que a sua casa fique com pelos espalhados por todos os cantos.

  • Arranhador para gato

Se você quer preservar seu sofá e almofadas, compre um arranhador. Gatos gostam de arranhar e vão acabar com seu sofá se você não oferecer uma opção melhor. Existem diversos tipos de arranhadores, para todos os bolsos e gostos.

  • Cama para gato

Alguns gatos gostam e outros não fazem a mínima questão. Às vezes uma caminha de caixa de papelão é mais atrativa para eles do que uma super confortável e cara. Portanto, teste primeiro. Uma ótima opção é a cama iglu, já que eles gostam de deitar em locais onde se sentem escondidos e protegidos.

  • Brinquedos para gato

Reserve ao menos 15 minutos diários para brincar com o seu gatinho. Para isso, existem centenas de opções de brinquedos para gatos, mas amarrar um cadarço em uma rolha, por exemplo, pode ser uma grande diversão. O importante é que esses objetos não tenham peças pequenas que possam se soltar e ser engolidas.

Que tipo de alimentos o filhote de gato pode comer

Que tipo de alimentos o filhote de gato pode comer

Gatos filhotes alimentação:

Filhotes de gato são super sensíveis. Por isso, recomenda-se que o filhote seja separado da mãe somente após oito semanas, quando passa a imitar os hábitos da mamãe e come ração. Como dissemos anteriormente, a qualidade da ração é fundamental para a saúde do bichano. Opte pelo tipo Super Premium (não encontrada em supermercados), que é a única comida que não fará mal ao gato. Nada de ficar dando comida de humanos. Lembre-se que o organismo dos felinos é diferente do seu. A frequência da refeição varia de acordo com a idade do gato. Dos 2 meses aos 6 meses, dê, pelo menos, três refeições ao dia. Ele só vai se manter com uma refeição ao dia depois dos 6 meses. Até lá, ofereça pequenas quantias de ração várias vezes ao dia, já que o estômago dos filhotes é muito pequeno.

Primeira avaliação, vacinas e outros remédios

Primeira avaliação, vacinas e outros remédios

Nem só de amor vive um animal. Por isso, prepare-se para investir em vacinas, exames e remédios ao longa da vida do gato. Abaixo, elencamos uma lista com cuidados referentes à saúde do bichinho.

  • Exame de fezes: Pode ser feito a partir do primeiro mês de vida ou na primeira consulta. É recomendável que seja realizado antes do início da vacinação, já que vai mostrar para o veterinário o estado do animal.

  • Vermifugação: Com um mês de idade, a vermifugação pode ser iniciada, com repetição após 15 dias e depois novo ciclo no final do esquema de vacinação.

  • Vacinação: É realizada em animais saudáveis e vermifugados. Evite coincidir com períodos de estresse (de adaptação ao novo lar, por exemplo). Geralmente o esquema de vacina termina no quinto mês de vida. Mas lembre-se de fazer o reforço anual em dose única.

  • Prevenção de pulgas e carrapatos: A partir do primeiro mês de vida já pode ser realizada. A frequência dependerá do produto escolhido e da exposição do gato a ambientes externos.

  • Cuidados com os dentes: A escovação deve acontecer a partir do segundo mês de vida. Sem ela, pode ocorrer a formação de tártaro sobre os dentes, causando gengivite (inflamação da gengiva) e halitose (mau hálito).

Adaptando o apartamento para seu gatinho

Adaptando o apartamento para seu gatinho

Como cuidar de gatos em apartamento:

Você provavelmente já ouviu o ditado sobre o que a curiosidade fez com o gato. Como são animais ágeis e com faro sensível, gatos tem a probabilidade de investigar (e por isso se envolver em situações perigosas) maior do que crianças. Dito isto, há alguns cuidados que você deve ter para que a curiosidade do seu gato seja fatal. Além disso, é preciso oferecer um ambiente limpo, principalmente o banheiro dele!

  • Caixa de areia para gato

O comprimento da caixa deve ser pelo menos uma vez e meia maior que o do gato. Além disso, depois de instalada, não deve ser removida para outros lugares. Onde colocar, então?

Bom, é preciso saber que gatos não dispensam privacidade na hora de fazer suas necessidades. Por isso, posicione a caixa em área tranquila, longe de movimentação intensa. Assim, as chances de atrapalhar a rotina do seu gato será menor. Quanto à higiene, o ideal é limpar os dejetos da bandeja sanitária duas vezes ao dia e trocar toda a areia uma vez na semana.

  • Telas de proteção em janelas e sacadas

Não é verdade que o gato tem sete vidas. Por isso, se você não quer que seu gatinho caia e se machuque, vai precisar colocar tela em todas as janelas do seu apartamento. Mesmo uma queda do segundo ou terceiro andar pode causar lesões graves ou morte.

Feira de adoção de gatos, clique e saiba onde.

E aí? Está se sentido mais confiante para ter seu primeiro gatinho? Se ficou com alguma dúvida, deixe um comentário que tentaremos ajudar.

Comentários