Buldogue inglês: Absolutamente Tudo Sobre a Raça Desse Cachorro

Você já deve ter visto e se encantado com o carisma rabugento de um buldogue inglês, não é mesmo? O fato é que mais pessoas têm demonstrado interesse em ter um companheiro desses em casa e, antes de tomar tal decisão, é fundamental conhecer o perfil do cachorro.

E, ao longo deste post, é exatamente o que faremos. Nas próximas linhas vamos entender mais a respeito do perfil do buldogue inglês, suas características e os devidos cuidados a serem tomados de acordo com as necessidades dessa raça tão popular. Confira!

Origem do buldogue inglês

Os ancestrais dessa ração tão querida são os Mastins, que eram utilizados por famílias inglesas como auxiliares no controle do gado. Por meio de alguns cruzamentos entre representantes da raça, o buldogue inglês foi aparecendo com mais frequência nos lares da terra da Rainha — já sem o ímpeto rural e predador dos Mastins.

Por outro lado, o que se percebeu em comum no buldogue inglês foi um comportamento teimoso, em sua maioria, mas com grande sensibilidade e muito brincalhão. Ele não é agressivo, mas mantém de seus ancestrais aquele caráter observador, atento a tudo.

Aparência do buldogue inglês

Para crianças é uma companhia como poucos cães, pois é paciente e sabe dosar a sua força ao brincar com elas. Ainda mais tendo em vista que o buldogue inglês pode crescer desproporcionalmente, até, com uma cabeça grande — comparada ao resto do corpo — e pernas curtas, mas musculosas. Outras características físicas do buldogue inglês:

  •         Pele solta e bastante enrugada;
  •         Focinho curto e largo;
  •         Cauda curta e inclinada para baixo.

Suas cores, embora sejam sólidas, podem ser mescladas entre o branco, o manchado e o tigrado.

A saúde e os cuidados a se ter com o buldogue inglês

É de se avaliar que o buldogue, em geral, é uma raça que demanda muita atenção de seus donos. A começar pelos cuidados com a sua pele: por conta das rugas, a higienização deve ser feita diariamente para evitar irritações na pele do animalzinho de estimação.

Além disso, o buldogue inglês demanda atenção cotidiana para a realização de exercícios. Primeiramente, para desenvolver a musculatura, mas também para o aprimoramento de sua capacidade respiratória — dificultada pelo formato do focinho. Evite excessos, entretanto, porque a exposição prolongada ao calor faz mal à raça.

Entre os cuidados relacionados à saúde do buldogue inglês apontamos a ocorrência de certas anomalias hereditárias e congênitas que pode surgir, como:

  •         Fenda palatina;
  •         Displasia coxofemural;
  •         Claudicação nas pernas dianteiras;
  •         Entrópio e ectrópio;
  •         Dermatites;
  •         Obstrução das narinas (estenose);
  •         Alongamento do palato.

É possível, então, que você tenha que arcar com a manutenção da saúde do buldogue inglês com mais frequência do que faria com outras raças.

Conclusões sobre o buldogue inglês

É válido equilibrar na balança o que você procura em um companheiro antes de adquirir um buldogue inglês. Como falamos, é um animal dócil e que se adapta facilmente a casas e apartamentos, bem como à chegada de crianças no lar.

Além disso, acompanham os hábitos da família com quem vivem e não exigem muito trabalho para se exercitarem — ainda que a atividade deva ser realizada diariamente. Por outro lado, uma série de complicações hereditárias, entre outras condições de saúde, são frequentes.

Assim, o buldogue inglês pode render boa parte do tempo em visitas ao veterinário e na aplicação de medicamentos para controlar eventuais problemas de saúde. Por isso, certifique-se de que você e sua família estão cientes disso e que vão cuidar do seu buldogue inglês da melhor maneira possível.

E, como falamos a respeito da saúde do seu animal de estimação e os cuidados a serem tomados, não deixe de conferir outro artigo nosso que trata de um assunto pouco conhecido: você sabia que os cães também sofrem micose?

 

Comentários