Atenção as Reações Vacinais

Veterinarian doctor with syringe and cute dog looking. Focus is on the dog.

Continuando nosso assunto sobre a importância da vacinação em cães e gatos, hoje vamos discorrer um pouco sobre as possíveis reações causadas pelas vacinas.

Além de uma mistura de vírus e bactérias mortos ou inativados, as vacinas contêm em sua composição diferentes elementos que contribuem para a formação dos anticorpos pelo sistema imune.

Reações

Alguns desses elementos podem ser responsáveis por algumas reações mais comuns como febre leve, apatia e dor no local da aplicação, podendo inclusive ocorrer queda de pêlo localizada.

Uma minoria dos nossos pacientes podem apresentar reações alérgicas que variam de acordo com o grau de intensidade e podem desencadear sintomas leves, podendo evoluir para um choque anafilático, potencialmente fatal. Nestes casos, recomenda-se procurar um atendimento veterinário imediatamente.

Período

As reações vacinais mais leves normalmente ocorrem até 6 horas após aplicação, sendo que as mais graves podem ocorrer até 48 horas após a realização do procedimento.

Dentre os possíveis sintomas que o paciente pode apresentar destacam-se: edema (“inchaço”)  facial em região de focinho e ao redor dos olhos, e também no pescoço. Sintomas que lembram urticária também podem ocorrer, como prurido intenso e lesões avermelhadas na pele. No caso de reação mais grave, podem ocorrer salivação, vômitos, diarréia, podendo evoluir para convulsões e parada cardiorrespiratória.

Felizmente, essas reações são extremamente raras, mas em pacientes que têm histórico dessas alterações, devemos rever e avaliar a real indicação de fazer o reforço anual das vacinas, de acordo com o risco de contrair as doenças infectocontagiosas. Caso o médico veterinário, em comum acordo com o responsável pelo animal decida vacinar um desses pacientes, alguns cuidados devem ser tomados para prevenir uma nova reação. É indicado aplicar uma medicação injetável 10 a 15 minutos antes da vacina, o paciente deve ser observado por até 48 horas após a aplicação, e diante de qualquer alteração, ele deve ser encaminhado ao atendimento veterinário para avaliação e tratamento adequado. Também, sugerimos evitar a realização de todas as vacinas no mesmo dia.

É fundamental que antes de vacinar seu amigo, ele apresente-se em bom estado de saúde geral e que você realize o procedimento com um médico veterinário de sua confiança, o qual normalmente usa vacinas de boa qualidade disponíveis no mercado veterinário.

Vamos deixar claro novamente que essas reações são raras, e que o melhor caminho ainda é prevenir doenças infectocontagiosas com a vacinação. Mas saber sobre a existência das mesmas e identificá-las a tempo, nos ajuda ainda mais a zelar pela saúde no nosso bichano.

 

CUIDE COM CARINHO E RESPONSABILIDADE DE QUEM VOCÊ AMA E SEJA MAIS FELIZ!!!

 

Dra Patrícia Moraes

Hospital Veterinário Paes de Barros

Comentários