Ansiedade!

Cães 🐶podem desenvolver ansiedade pela ausência do dono, por barulho e falta de atividades. Esses sintomas podem ser agravados nesta quarentena e podem ser observados, desde a lambedura excessiva da pata, até falta de apetite.

A humanização dos animais, pode resultar em uma dependência emocional, contribuindo para que o pet desenvolva distúrbios, como ansiedade.

As principais causas são:
✅Falta de convívio: a maioria dos cães não possui estabilidade emocional para ficar sozinho o dia inteiro. Eles precisam de companhia, não necessariamente em tempo integral, mas, o mínimo necessário.


✅Ansiedade por barulho: nesta situação, o distúrbio surge gradualmente e vai piorando ao longo da idade do cão. Este problema pode ser agravado em casos de chuvas fortes, onde há barulhos de trovões ou por fogos de artifícios, por exemplo.
✅Falta de lazer e atividades: os cães precisam se entreter, seja por meio de caminhadas, brincadeiras com bolinhas, corridas, entre outras. Do contrário, podem desenvolver transtornos de ansiedade, pela falta de distração e aumento do tédio.

Confira algumas atitudes que podem minimizar a ansiedade em seu pet:
✅Passeie com o seu cachorro;
Dedique parte do seu tempo, dando atenção a brincadeiras variadas (bolinhas, corridas);

✅Determine a sua posição de liderança;
Ensaie as suas saídas de casa; primeiro saia por alguns minutos e depois aumente a ausência, mostrando ao cão que sempre estará de volta para a casa e que não irá abandoná-lo;

✅Estimule o comportamento calmo; quando chegar em casa, faça-o se acalmar primeiro, depois dê a atenção solicitada;
Deixe vários brinquedos na casa, para que seu cão possa brincar em sua ausência;
Converse com seu cão, isso fortalece a ligação entre animal e tutor;

✅Fale baixo com ele e agrade-o enquanto estiver calmo;

✅Se for o caso, faça um acompanhamento médico indicado, com medicamentos adequados para o tratamento dele.

Comentários