Anemia em cães: Como lidar com a anemia do seu cão?

Anemia em cães: Como lidar com a anemia do seu cão?

Receber o diagnóstico de anemia de seu cachorro pode ser uma notícia bastante impactante. Afinal, embora seja bastante comum em crianças ou pessoas com má alimentação, nos surpreendemos como nosso pet que comeu ração durante toda a sua vida pode acabar desenvolvendo esse quadro. E muitas dúvidas sobre os tratamentos.

 

Meu cão tem anemia, e agora? Entendendo a anemia do seu cão

O primeiro passo é entender o que é o quadro de anemia e como você pode ajudar seu cão a revertê-lo. A anemia se caracteriza por uma diminuição do número de glóbulos vermelhos no sangue do seu pet. Esses glóbulos são responsáveis por uma das mais importantes funções para o seu organismo: levar moléculas de oxigênio para todas as partes do corpo!

No entanto, se os glóbulos vermelhos estão em uma quantidade mais baixa do que o normal, as trocas gasosas não acontecem na eficiência necessária, trazendo uma série de sintomas, como apatia, cansaço, falta de apetite, sono e desânimo. Além disso, a anemia prolongada por deixar seu pet doente e vulnerável à uma série de doenças oportunistas.

Isso acontece porque os glóbulos vermelhos são produzidos pelo organismo do seu cão a partir de uma série de nutrientes e, se ele estiver se alimentando mal, não terá a matéria prima suficiente para produzir novas hemácias.

O que pode causar anemia no seu cão?

Uma série de motivos pode causar anemia no seu cão. A primeira delas é a perda de sangue, que pode ocorrer devido a um acidente ou hemorragia interna. Outra causa bastante comum é se o seu cão estiver sofrendo com pulgas e carrapatos e até mesmo vermes, que sugam o sangue do pet até deixá-lo doente. Mas a causa mais comum ainda é a má nutrição, responsável direta pela falta de ferro, vitaminas e mineiras que o corpo dele precisa.

Como tratar um cão com anemia?

Caso a anemia seja muito grave e, principalmente, se for causada por grande perda de sangue, é possível que o médico veterinário indique transfusões de sangue. No caso de parasitas, o tratamento com medicamentos e vermífugos é parte fundamental do processo. E, em todos os casos, a suplementação da alimentação é indicada. Além de suplementos específicos para quadros anêmicos em cães, uma ração especial pode ser necessário, pelo menos até que o quadro seja revertido. Para alguns cães também pode ser recomendado a complementação da ração com comida caseira da melhor qualidade.

Como evitar que seu cão fique anêmico?

Visitas regulares ao veterinário são sempre indicadas. Caso perceba que seu cão está apresentando um comportamento diferente do normal, abatido, preguiçoso e sem vontade de brincar e passear, marque uma consulta o mais rápido possível e solicite exames clínicos. Os exames de sangue são os únicos que conseguem detectar com precisão a anemia canina.

A vermifugação correta e no prazo necessário e os cuidados com a alimentação do seu pet completam o pacote de cuidados necessário para que seu cão não fique anêmico, ou não recaia no quadro.

Muito mais comuns do que se imagina, cães e gatos podem acabar ingerindo alguma planta venenosa em um passeio ou no jardim e sofrerem com intoxicação. Saiba quais cuidados tomar nesses casos nesse nosso post aqui sobre o assunto.

Comentários