Anemia Canina: Cuidados necessários com um cão anêmico

Anemia Canina Cuidados necessários com um cão anêmico

Recebeu o diagnóstico de anemia após um check up do seu cãozinho e não sabe o que fazer? Fique tranquilo: a anemia é uma doença que tem cura e seu quadro pode ser facilmente revertido após alguns cuidados especiais, tratamentos, mudanças na alimentação e acompanhamento do seu médico veterinário de confiança.

No artigo de hoje vamos falar um pouco sobre o que é a anemia canina, quais são seus principais sintomas, quais as causas mais comuns e quais os principais tratamentos para que seu cão volte a ter uma saúde de ferro. Boa leitura!

O que é a anemia canina e como ela se manifesta?

A anemia é um quadro caracterizado por uma diminuição do número de células vermelhas no sangue do nosso cão ou por uma deficiência encontrada nessas mesmas células. O quadro da anemia é caracterizado por uma fraqueza constante, perda de apetite, perda de peso, olhos, mucosas e goma pálidos, indisposição para passeios e esportes, urina mais escura, e um semblante mais triste do que o normal.

No entanto, a anemia só pode ser verificada após um exame clínico com coleta de sangue do animal. Os dois principais tipos de exames clínicos são os que avaliam a quantidade de glóbulos vermelhos por litro de sangue e os que avaliam a qualidade dos glóbulos presentes na corrente sanguínea do cão.

Quais são as principais causas do quadro de anemia em cães?

São muitas as causas de anemias caninas. Entre as principais estão: doenças do sangue, ingestão de venenos, intoxicação com plantas e flores, infestações de carrapatos, hemorragias causadas por acidentes e cirurgias, doença renal crônica e má alimentação. Antes de iniciar o tratamento, é preciso antes isolar ou tratar a causa do quadro anêmico.

Quais são os tratamentos mais comuns para cães com anemia?

A principal mudança na rotina do animal é a dieta, que vai precisar incluir vitaminas e suplementos de ferro necessários para a produção de novas células vermelhas. Um aumento do consumo de proteínas e vitamina B12 também pode ser indicado, o que pode significar que, pelo menos durante o tratamento, você tenha que cozinhar um pouco de comida caseira para complementar a ração.

No caso de anemias provocadas por hemorragias ou intoxicação e/ou envenenamento, a transfusão de sangue pode ser necessária. Já para cães que apresentam anemia como causa de glóbulos vermelhos disformes ou com má formação pode até ser indicada uma transfusão da medula óssea.

O tratamento só acaba após um exame de sangue que comprove que a concentração ou qualidade dos glóbulos vermelhos do sangue do seu cão voltaram aos padrões considerados saudáveis.

A anemia é uma doença muito séria e que pode sim comprometer a saúde do seu cão, levando-o a óbito. Por isso a importância de fazer exames regularmente e de nunca pular o check up anual com o seu médico veterinário.

Desconfiado de que seu cão pode estar sofrendo de intoxicação? Confira quais os principais sintomas da intoxicação em cães e gatos e quais são os primeiros socorros necessários aqui!

Comentários