4 cuidados necessários com seu peixe beta

4 cuidados necessários com seu peixe beta

Vai começar a se aventurar pelo mundo dos aquaristas? Então um aquário com um peixe beta é sem sombra de dúvidas a melhor escolha para você! Para começar o seu relacionamento com seu peixinho com o pé direito, vale a pena dedicar alguns minutos para ler o artigo de hoje e descobrir quais são os principais cuidados necessários que você deve ter com o beta.

Conheça mais sobre o peixe beta

O peixe Betta splendens, conhecido popularmente apenas como beta, é uma das espécies mais populares entre as pessoas que não têm experiência ou muito tempo para se dedicar a um aquário. O peixe beta vive por muitos anos e é de fácil manutenção. Seu comportamento extremamente agressivo com outros peixes da sua espécie exige que ele viva isolado, já que, caso contrário, os peixes que dividirem o mesmo aquário vão brigar até a morte. Além disso, o animal prefere ambientes aquáticos com pouca movimentação da água e pouco oxigênio, ou seja, são ideais para aquários mais simples.

4 cuidados essenciais com o seu peixe beta

1. Escolhendo o aquário e a decoração ideal para o seu peixe beta

O aquário do peixe beta tem um nome especial: beteira. Esse tipo de aquário é pequeno e bastante simples. O principal cuidado na escolha, no entanto, é em relação ao tamanho. Peixes betas precisam de muito espaço para nadar e abrirem sua calda, e se estressam facilmente quando confinados em ambientes pequenos.

Qual o tamanho ideal para o aquário de um peixe beta? Uma boa medida é algo entre 6 e 30 litros de água. Na hora de escolher o modelo, opte por um que tenha paredes retas em vez dos arredondados. Para os modelos maiores, procure por uma bombinha (oxigenadores) e, caso você more em locais muito frios, um termostato.

Para a decoração, você pode adquirir pedrinhas, plantas e até uma caverna. As plantas naturais são uma excelente escolha, já que providenciam oxigênio e mantém a água do aquário limpa por mais tempo.

2. Onde colocar o aquário do seu peixe beta

Nunca deixe o aquário com o seu peixe beta em um local onde bata luz do sol, já que a temperatura da água vai ficar muito elevada, prejudicando a saúde o seu animal. O aquário também não deve ficar em locais muito frios ou onde possa pegar chuva.

Evite também deixar o aquário em ambientes que possam ter cheiros fortes, como a cozinha, perto de churrasqueiras e próximo de onde você guarda materiais de construção ou produtos de limpeza.

3. A chegada do peixe beta na sua casa

Assim que você chegar em casa com seu peixe beta em um saquinho é preciso preparar o aquário para recebe-lo. Encha o aquário com água da torneira e adicione algumas gotas de um produto especial que compensa a quantidade de cloro presente. Em seguida, coloque o saco ainda fechado gentilmente na água e deixe-o boiando por alguns minutos. Esse procedimento é necessário para que o peixe beta se acostume com a temperatura da água e o novo ambiente. Em seguida, remova o peixe com uma rede e coloque-o dentro do aquário. Não alimente o beta no dia da sua chegada em casa.

A água do aquário deve ser trocada uma vez por semana ou de 10 em 10 dias. Toda vez que for fazer a limpeza, retire apenas metade da água, substitua o restante com água da torneira e pingue o produto condicionante mais uma vez.

4. Alimentando o seu peixe beta

Os peixes beta adultos devem ser alimentados uma vez ao dia, com duas ou três pitadas de comida, uma quantidade suficiente para que o beta ingira todo o alimento em cerca de dois minutos. Muito cuidado para não alimentar o seu beta com comida em excesso, já que ele pode ter problemas sérios de saúde, além de causar o apodrecimento da água devido à ação de bactérias na decomposição do resto da comida.

Você ainda tem alguma duvida sobre a criação de peixes beta? Compartilhe conosco nos comentários que procuraremos ajudar!

Comentários